sábado, 11 de julho de 2015

você sabia que a bíblia relata livros perdidos!

Onde estão estes livros? Por que ele não fazem parte da Biblia?

Livro do Convenio, veja esta Exodus 24:7
Livro das Guerras do Senhor, veja Numeros 21:14
Livro dos Justos, veja Josue 10:13 e II Samuel 1:18
Livro dos Atos de Salomão, veja I Reis 11:41
Livros de Natã e Gade, veja I Cronicas 29:29
Livros de Aias e Ido, veja II Cronicas 9:29
Livro de Semaias, veja II Cronicas 12:15
Livro de Jeú, veja II Cronicas 20:34
Livro de Uzias, veja II Cronicas 26:22
Livro de Hozai, veja II Cronicas 33:19
Uma outra Epistola anterior de Paulo aos Corintios, veja I Corintios 5:9
Uma outra Epistola anterior de Paulo aos Efesios, veja Efesios 3:3
Uma outra Epistola de Paulo em Laodiceia, veja Colossenses 4:16
Profecias de Enoque, veja Judas 14

Resposta:

O fato desses livros serem citados na Bíblia não indica que os mesmos “são inspirados”, se não estariam o livro de forma “integral” na Bíblia.
Eles são citados não por serem “inspirados” mas simplesmente “como sendo uma verdade”. Toda verdade é uma verdade de Deus, não importa quem a tenha dito. Caifás, o sumo sacerdote judeu, proferiu uma verdade acerca de Cristo (Jo 11:49).

A Bíblia usa com freqüência fontes “não inspiradas” ( Nm 21:14, Js 10:13, 1 Rs 15:31). Por três vezes Paulo cita pensadores não cristãos (At 17:28, 1 Co 15:33, Tt 1:12). Judas refere-se a verdades encontradas em livros não canônicos (Jd 9:14. A Bíblia, porém, nunca faz tais citações como tendo autoridade da parte de Deus, mas simplesmente por conterem a verdade que é citada.

As frases usuais, tais como “assim disse o Senhor” (Is 7:7, Jr. 2:5) ou “está escrito” (Mt 4:4, 7, 10) nunca são encontradas quando há citações dessas fontes não inspiradas na Bíblia. Não obstante, a verdade é verdade, onde quer que seja encontrada. E não há razão alguma, portanto, para que um autor bíblico, por direção do Espírito Santo, não possa utilizar uma verdade seja de quem for.

Claro que a Bíblia Contém tudo o que Deus revelou ao homem... em se tratando de “palavra de Deus” somente a Bíblia é a Palavra de Deus. Temos argumentos históricos e teológicos sobre a autenticidade da mesma, apesar de várias perseguições que a Bíblia teve no decorrer da história, Deus sempre utilizou meios para preservar os originais.
Se estudarmos mais profundamente “Bibliologia” e “História da Igreja” iremos verificar que desde a igreja primitiva “os originais” foram preservados. Portanto esta possibilidade é descartada. É preciso estudar também sobre os critérios Canônicos para se reconhecer um livro “inspirado por Deus”.

O fato desses livros serem citados na Bíblia não indica que os mesmos “são inspirados”, se não estariam o livro de forma “integral” na Bíblia.
Eles são citados não por serem “inspirados” mas simplesmente “como sendo uma verdade”. Toda verdade é uma verdade de Deus, não importa quem a tenha dito. Caifás, o sumo sacerdote judeu, proferiu uma verdade acerca de Cristo (Jo 11:49).
A Bíblia usa com freqüência fontes “não inspiradas” ( Nm 21:14, Js 10:13, 1 Rs 15:31). Por três vezes Paulo cita pensadores não cristãos (At 17:28, 1 Co 15:33, Tt 1:12). Judas refere-se a verdades encontradas em livros não canônicos (Jd 9:14. A Bíblia, porém, nunca faz tais citações como tendo autoridade da parte de Deus, mas simplesmente por conterem a verdade que é citada.

As frases usuais, tais como “assim disse o Senhor” (Is 7:7, Jr. 2:5) ou “está escrito” (Mt 4:4, 7, 10) nunca são encontradas quando há citações dessas fontes não inspiradas na Bíblia. Não obstante, a verdade é verdade, onde quer que seja encontrada. E não há razão alguma, portanto, para que um autor bíblico, por direção do Espírito Santo, não possa utilizar uma verdade seja de quem for.

sábado, 6 de junho de 2015

O inferno é real!


Precisamos morrer para conhecer a Deus!

Vamos começar lendo o que está escrito em Marcos capítulo 8 que diz:
34Em seguida, convocou Jesus a multidão e os discípulos, e os desafiou: “Se alguém deseja seguir-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e venha após mim.35Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por minha causa e pelo Evangelho salva-la-á! 36Portanto, de que adianta uma pessoa ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? …

Que lindo aprendizado Jesus nos dá nessa passagem, após o Mestre ter feito os milagres da multiplicação dos pães e peixes e a cura de um cego, Jesus tem uma conversa com seus discípulos a respeito de quem Ele era, para os homens.

E eles responderam: João Batista, e outros. Elias; mas outros, um dos profetas. e Jesus virando-se para seus discípulos perguntou: quem eu sou?
E, respondendo Pedro lhe disse: Tu és o Cristo.
E seguindo o versículo 31 Jesus começou a falar abertamente sobre o que haveria de acontecer com ele, sobre seu sofrimento e morte, através das mãos dos religiosos, e que no terceiro dia iria ressuscitar,
E o mesmo Pedro que acabara de declarar que Jesus é o Cristo, deixou com que seu homem natural, fosse de contra aquilo que teria de acontecer, para que toda a humanidade fosse salva. Isso acontece nos dias de hoje. Quantas pessoas se declaram cristãs, admitem que Jesus é o Cristo, mas na hora de fazerem parte do plano de Deus, preferem se contaminar com as coisas desse mundo, vivendo um evangelho fácil? Muitos se dizem ser evangélicos, mas tem um comportamento mundano, sem diferença dos que não são, pessoas compactuando dos mesmos prazeres carnais que os que vivem no mundo, assistindo coisas na Tv que Deus abomina, e talvez digam: a nada haver isso é só uma novela, um filme. ou quem sabe o que mais.
Sabe amados, a 2ª  vinda de Jesus está muito próxima, não há mais tempo para brincar de ser Crente, seguir Jesus não pode ser somente da boca pra fora, isso não é um conto da carochinha, é real acredite tem muita gente indo para o inferno por achar quer ser Cristão é ir a Igreja, cantar louvores e ouvir a pregação do pastor.
Jesus não te chamou para isso somente, Ele quer que tenhamos uma transformação completa, mas para isso acontecer é necessário morrer para o mundo, devemos odiar as coisas que o  mundo nos oferece, não estou falando de odiar as pessoas que estão no mundo, essas devemos amá-las e pregar a salvação em Jesus Cristo. o que as escrituras nos dizem é, que se quisermos, experimentar o amor de Deus, o poder do Espirito Santo e a aceitação de Jesus Cristo, devemos fazer o que Ele diz no texto chave em que iniciamos esse estudo.
É tempo de despertar chega de viver nas mãos de satanás, não fique enganando a si mesmo achando que está salvo, não basta somente dizer que um dia você se ajoelhou diante do altar e pediu para que Jesus entra-se no seu coração, esse foi só o primeiro passo, a salvação requer morrer todos os dias, negar-se a si mesmo, ter uma vida de Santidade (separado) e aprendendo nas escrituras a andar segundo o que ela nos ensina,
QUE A GRAÇA DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO SEJA COM TODOS, AMEM!